aviação avião embarque Extractta Big Data

De passagem a segurança, companhias aéreas investem em inteligência artificial

A aviação comercial cada vez mais está se automatizando. As companhias aéreas estão investindo em tecnologias preditivas e inteligência artificial, segundo relatório da SITA, especialista mundial em comunicação e tecnologia da informação em transporte aéreo.

Segundo seu estudo “The Future is Predictable” (“o futuro é previsível”, em português), metade das companhias aéreas do mundo vai adotar ferramentas preditivas com inteligência artificial e computação cognitiva nos próximos dez anos. Os aeroportos também devem adotar a tecnologia e intensificar o seu uso.

Para as companhias aéreas, o objetivo da adoção das tecnologias é buscar o aumento da receita, reduzir custos e oferecer aos passageiros uma experiência de viagem mais personalizada.

Algumas das grandes companhias dos EUA e Europa, por exemplo, já utilizam chatbots para responder a questões comuns aos passageiros. Outras inovações são a automação das operações da companhia com o uso de algoritmos de machine learning e a identificação da bagagem e embarque do passageiro com a utilização da tecnologia de reconhecimento facial.

Novas tecnologias como inteligência artificial são essenciais quando se espera que o número de passageiros globais dobre nas próximas duas décadas, trazendo tensão para sistemas de controle de tráfico aéreo, aeroportos e aeronaves, segundo dados da International Air Transport Association (IATA).

Muitos dos benefícios proporcionados pela tecnologia devem acontecer nos bastidores, nas operações da companhia aérea, mas é possível que passageiros sejam impactados com maior eficiência e economia de custos.

Atualmente, o passageiro já é influenciado pela tecnologia ao buscar passagem no site da companhia aérea. O gerenciamento de receita é a aplicação de análise e dados para definir como vender um produto para aqueles que precisam com um custo razoável na hora certa e no canal certo.

Ele é baseado na ideia de que consumidores percebem o valor do produto diferentemente, logo o preço que eles estão dispostos a pagar depende do grupo-alvo a qual eles pertencem e o tempo disponível para pagamento.

Especialistas em gerenciamento de receitas fazem uso de inteligência artificial para definir destinos e ajustes de preços para mercados específicos, buscam eficiência nos canais de distribuição e gerenciam assentos para manter a companhia aérea simultaneamente competitiva e amigável ao consumidor.

As companhias aéreas também têm grandes custos com atrasos e cancelamentos, o que inclui gastos com compensações e auxílio a passageiros presos em aeroportos. Cerca de 30% dos atrasos são causados por manutenção não planejada. Para essas situações, a análise preditiva pode ser uma solução.

Com o uso de análises preditivas, as companhias aéreas podem gerenciar os dados da aeronave através de sensores de monitoramento. Em geral, esses sistemas são acessíveis em qualquer tipo de aparelho, seja mobile ou desktop. Desta forma, é possível ter acesso a dados históricos em tempo real de qualquer local. Evitar falhas reduz custos, mas caso houver alguma manutenção a ser feita, as equipes podem reagir mais rapidamente com a ajuda dos dados disponibilizados pela tecnologia.

A aviação global é responsável por cerca de 2% da emissão de dióxido de carbono (CO2), um dos gases do efeito estufa. Além do aspecto ecológico, as companhias aéreas apresentam preocupações com os custos. Segundo estatísticas da IATA de 2012, cerca de 33% dos custos de uma companhia aérea são com combustível.

Por isso, sistemas de inteligência artificial usadas pelas companhias buscam coletar e analisar dados de voos levando-se em conta a distância da rota, altitude, tipo de aeronave, peso, clima e outras informações. De acordo com o que foi coletado, os sistemas estipulam a quantidade necessária de combustível para o voo.

A tecnologia ainda pode ser utilizada para gerenciar o cronograma das diversas tripulações das centenas de voos programados em um dia e até para otimizar a quantidade de alimentos e produtos para venda a bordo que serão embarcados em cada voo.

FONTES

Altexsoft

Financial Post

SITA

Tech Emergence

Post criado 19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo